Vez por outra me lembro destes versos ditos íntimos e, bem não sou tão pessimista assim, vejo que vale mais uma relação desgastada que os tantos amigos casuais, mesmo que sejam assim conhecidos chamados de amigos. Vejo o quanto é importante ter, ainda que distantes, primos e primas, por gente muito afim. Claro, os amigos distantes contam muito e marcam esta vida que por hora se pretende vida imensa, e que por fé a tornamos, se não imortal eterna, eterna e terna. Plena de possibilidades, cercada de respeito por todos os sentimentos.

Avalio que cercear geralmente é não permitir que a experiência registre, corrija e mesmo aponte caminhos.

Assim, mesmo o ódio merece seu momento de nobreza, para que o amor o encubra e o refaça amor.

Jura adivinhada quase secreta que nasce deste mesmo coração capaz de amar mais.

Sobretudo doutrinado para o esquecimento. Que sobrevenham todas as quimeras e que, ao se desfazerem levem o cansaço com elas. 

Aud D’Angelo Dias com este amor que não se basta. 

Preparando o primeiro livro Pra você dizer – poesia e imagem.

 

 

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s