NA ROTAÇÃO DO MUNDO

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

 

Pensar em quem pensa 
A vontade servil do anonimato,
Secreto impulso de concepção.
Solidez e isolamento, 
Jeito raro de dizer a efetiva beleza
Vários naturais, sobre conscientes, caminhos e a 
Ânsia de antever a gota flexível,
Lagrima, dissipando olho adentro,
Umedecer a infecundidade
Por criar outro momento.
Com abstrata ternura expedir, no orgânico do mundo 
A possível simetria, imposta visão.
Pensar-te é modesto começo: 
Chave, porta única, para onde quero ou onde queres,
Estes espaços quase lugares, semelhantes paralelos,
Propícios a construir intima capacidade e usufruto.
Arco transposto, mãos dadas, na sina de trilhar
Oposta direção ou mesmo sentido,
Flutuantes talvez imersos, a busca e o encontro
Da translação na rotação do mundo.

Aud D’Angelo Dias

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s