Reza ao vento

Reza ao vento

 

Quanto vale perder
o estatuto da cidadania,  crescer te vendo ver
transformar saudade em poesia???

Quanto se deve pensar uma vida, a cada dia?
E ter a fantasia de estar sempre sorrindo 
vivendo a teu lado por engano?
Amando e sendo observado?

Percorrendo o céu de um momento, 
discordar da sua falta de opinião,
conversando traços e melodias e paisagens, ou
trabalhando no porão?

Possível então que o tempo 
marque a toalha de pano,
Que confirme os planos adiados,
te impressione em cores puras.

Concretiza-te hoje, em harmonia,
reza ao vento peça que te projete
em outro canto bemolado mais espesso e intenso.  

Faça-te novamente tua,
menos minha, mais vida, menos saudade, 
Realidade e pensamento.

 

Aud D’Angelo Dias

Advertisements

Leave a Reply

Fill in your details below or click an icon to log in:

WordPress.com Logo

You are commenting using your WordPress.com account. Log Out / Change )

Twitter picture

You are commenting using your Twitter account. Log Out / Change )

Facebook photo

You are commenting using your Facebook account. Log Out / Change )

Google+ photo

You are commenting using your Google+ account. Log Out / Change )

Connecting to %s